quinta-feira , 18 julho 2024
Home / Destaque / Censo do IBGE chega em fase final
Foto: Leandro Schmidt/Arquivo PMC

Censo do IBGE chega em fase final

Foi divulgado nesta semana que a décima-terceira edição do Censo, iniciada em 2022 pela equipe do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), está em fase final no município de Chapecó. O trabalho realizado pela equipe, composta atualmente por 20 recenseadores e 15 supervisores, tem sua conclusão prevista para o fim deste mês.

Até o momento, foram visitados 101.000 domicílios, dos quais 81.600 tiveram a coleta de dados efetuada com sucesso. Os 19.400 faltantes se distribuem em domicílios vagos (sem nenhum morador), ausentes (sem moradores presentes no momento da visita) e de uso ocasional (chácaras e similares).

O trabalho da equipe registrou 228.000 habitantes, sendo 14.000 em áreas rurais. A estimativa do recenseamento é que Chapecó contabilize cerca de 260.000 moradores até o fim da pesquisa, aproximadamente 80.000 a mais do que o número registrado no último censo.

Segundo André Matias Fideles, coordenador de área do Censo 2022, o recenseamento visa contribuir com as políticas promovidas pelos órgãos públicos, por conta de os mesmos usarem os dados coletados para realizar a distribuição orçamentária no município, além de mostrar o atual perfil populacional de Chapecó de acordo com os critérios e perguntas selecionados para o censo. Fideles destaca também a importância de todos os cidadãos que ainda não foram entrevistados por um dos membros da equipe entrarem em contato, para que desta forma o resultado final seja o mais preciso possível.

A equipe disponibiliza os fones 3323-3224 (WhatsApp) e 137 (canal nacional) para atendimento e agendamento. O serviço está disponível diariamente, das 08h às 21:30h.

 

Fonte: Imprensa/PMC

Sobre Daniella Schneider

Veja Também

Como foi votado o projeto que regulamenta reforma tributária

  Como já era de se esperar, a Bancada Catarinense, em sua maioria, votou contra ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.