terça-feira , 21 maio 2024
Home / Policia / PRF participa de operação do GAECO contra facção criminosa em SC
foto: PRF

PRF participa de operação do GAECO contra facção criminosa em SC

Na manhã desta quarta-feira (10), o GAECO (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) deflagrou a 3a fase da Operação “Sodalitas Finis” contra uma das maiores organizações criminosas em atividade em SC. Policiais rodoviários federais também fazem parte da força-tarefa.

Estão sendo cumpridos 37 mandados de busca e apreensão e 36 mandados de prisão preventiva expedidos pela 1ª Vara Criminal da Comarca de Chapecó. As ordens judiciais estão sendo cumpridas nas cidades de Chapecó, Xaxim, Xanxerê, Videira, Cunha Porã, Ponte Serrada, Concórdia e Pinhalzinho.

A PRF participou das ações em Ponte Serrada, quando um homem de 31 anos foi preso, e em Chapecó, onde o alvo do mandado não foi localizado. Além da PRF, fizeram parte da operação integrantes das Polícias Civil, Militar, Penal, Corpo de Bombeiros e Serviço Aeropolicial de Fronteira – SAERFron de Chapecó.

O nome “Sodalitas Finis”, ou “O Fim do Grupo” em tradução livre, foi escolhido em alusão à meta principal desta operação: desarticular as atividades desta organização criminosa, cujos criminosos são responsáveis por uma ampla variedade de crimes graves, incluindo tráfico de drogas em larga escala, homicídios e roubos.

O GAECO é uma força-tarefa composta, em Santa Catarina, pelo Ministério Público, Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Penal, Receita Estadual e Corpo de Bombeiros Militar, e tem como finalidade a identificação, prevenção e repressão às organizações criminosas.

 

Fonte: Imprensa/PMC

Sobre Daniella Schneider

Veja Também

DNIT alerta para interdição total da BR-163/SC em Dionísio Cerqueira e Guaraciaba

O DNIT informa que estão previstas duas operações de interdição total da BR-163/SC, em Dionísio ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.