terça-feira , 23 abril 2024
Home / Destaque / Prefeitura vai buscar junto ao estado solução para déficit mensal de R$ 5 milhões do HRO
Fotos: Leandro Schmidt

Prefeitura vai buscar junto ao estado solução para déficit mensal de R$ 5 milhões do HRO

A direção executiva da Associação Lenoir Vargas Ferreira, que administra o Hospital Regional do Oeste, esteve reunida na tarde desta terça-feira com o prefeito de Chapecó, João Rodrigues, para falar da situação financeira da instituição.

Durante o encontro foi informado que já existe uma dívida que bateu na casa dos R$ 50 milhões e que tende a aumentar pois a receita mensal está em R$ 12 milhões, mas com custo de R$ 16 milhões, além de pagamento de parcelas de R$ 1 milhão referentes a empréstimos bancários adquiridos em anos anteriores.

O motivo do agravamento da situação financeira foi o aumento dos custos dos insumos ocorridos após o início da pandemia.

O prefeito João Rodrigues disse que vai colaborar na busca por uma solução, pois o hospital é referência de alta e média complexidade para uma região com mais de 1,2 milhão de habitantes.

“A situação está insustentável, com uma dívida que só cresce pelo déficit de caixa mensal de R$ 5 milhões. É urgente uma ação junto ao Governo do Estado”, disse o prefeito.

O HRO é o principal hospital público do Oeste Catarinense, recebe recursos do SUS, tem convênios com o Governo do Estado, com a Prefeitura de Chapecó e também serviços particulares.

 

Fonte: Assessoria/ PMC

Sobre Daniella Schneider

Veja Também

Alunos da Rede Municipal participam de Projeto de Iniciação Científica

Os estudantes da Rede Municipal de Ensino que participaram da última Olimpíada Brasileira de Matemática ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.