domingo , 23 junho 2024
Home / Destaque / Por que tanta água no sul do país?
Ruas alagadas no Alto Vale Foto: SDC/Divulgação

Por que tanta água no sul do país?

O sol resolveu voltar aos céus de Santa Catarina nesta segunda-feira, 20. Porém, a chuva ininterrupta do último final de semana fez um grande estrago no Estado e deixou os catarinenses receosos. De acordo com um relatório emitido pela Defesa Civil, 24 municípios registraram ocorrências relacionadas às chuvas e oito decretaram Situação de Emergência (SE). Santa Catarina registrava ainda 117 desalojados e 654 desabrigados, sendo 483 só em Rio do Sul. A pedido do governador Jorginho Mello (PL), o Centro Integrado de Operações (CIOP) foi ativado para monitorar a situação das chuvas e dar o suporte necessário à população e aos municípios atingidos.

Mas é com a volta do sol e redução do nível das águas que se vê o tamanho da destruição causada. Na manhã de ontem, em São João do Sul, havia cerca de 150 pessoas desalojadas e 50 sem poder sair de casa. Outras duas comunidades, Barrinha e Sanga Danta, ainda estavam completamente isoladas. De acordo com a Defesa Civil, ocorreram danos em estradas e cabeceiras de pontes e deslizamentos de encostas. Tivemos rodovias interditadas e bairros completamente alagados.

Enquanto isso, no Rio Grande do Sul, a água vem baixando e as pessoas lutam para voltar para casa e ver o que a água e os assaltantes deixaram no lugar. A onda de solidariedade continua, mas o caminho é longo e trabalhoso.

Com tanta água vindo do céu, a impressão que temos é que São Pedro não está muito satisfeito com o sul do Brasil.

 

Governador Eduardo Leite
Foto: Secom RS/Divulgação

Eleições no RS

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), levantou a possibilidade de adiar as eleições municipais no Estado, o que só pode acontecer por meio de emenda constitucional. Ele pontua que levará bastante tempo para que o estado se recupere da enchente das últimas semanas e que uma troca da gestão dos municípios no meio do processo pode trazer não ser o ideal. Os argumentos de Leite fazem sentido, mas também é preciso levar em consideração que essa troca de gestão deverá ocorrer somente no próximo ano e, se todos estão a favor do RS, torcendo por sua recuperação como dizem, esse movimento pode ser até benéfico. Afinal, não seria esta a hora de tentar “sabotar” o concorrente, mas sim, se “aliar” a ele em prol do estado.

Os danos causados às urnas eletrônicas também não é empecilho. De acordo com as informações divulgadas, havia cerca de 15 mil urnas no depósito de Porto Alegre, mas somente cinco mil seriam usadas em outubro. A maioria delas está guardada em prateleiras altas e a possibilidade que elas tenham sido danificadas não é grande.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) não cogita, no momento, uma nova data para o pleito no Estado. Isto, sim, poderia a vir prejudicar a reconstrução do estado.

 

Coleta Seletiva

O Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (GAECO) do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) deflagrou, na última semana, a 2ª fase da Operação “Coleta Seletiva”, que apura irregularidades na prestação de serviços de coleta de lixo reciclável e orgânico residencial. Foram cumpridas sete ordens judiciais de busca e apreensão nas cidades de Trombudo Central, Florianópolis, Joinville, Pouso Redondo e Taió. De acordo com a investigação, o certame para a contratação dos serviços de coleta de lixo teria sido conduzido de maneira a favorecer a empresa vencedora. E enquanto isso, em Florianópolis, a secretária de Limpeza e Manutenção Urbana de Florianópolis, Iris Farias, e seu adjunto, Rodrigo Goulart Leite, pediram exoneração do cargo um mês depois de assumi-lo. A pasta passou a ser de comandada por Ivan Ceola Schneider.

 

Incentivo à Cultura

O Tribunal de Contas de Santa Catarina (TCE/SC) revogou, na última semana, a medida cautelar que suspendia o Programa de Incentivo à Cultura (PIC) e desautorizava a Fundação Catarinense de Cultura (FCC) a aprovar novos projetos culturais para o recebimento de apoio financeiro em decorrência da falta de transparência dos processos de escolha e da ausência de mecanismos de controle sobre as prestações de contas. Contudo, a decisão do conselheiro-relator Aderson Flores, elencou uma série de medidas a serem adotadas pela FCC.

 

 

25ª Marcha a Brasília

Nesta segunda-feira, 20, 95 prefeitos catarinenses embarcaram para a Capital Federal para participar da 25ª Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios. O ponto de encontro dos catarinenses no evento será o estande da Federação dos Consórcios, Associações de Municípios e Municípios de Santa Catarina (FECAM) em conjunto com o Consórcio Interfederativo Santa Catarina (Cincatarina) e o Consórcio de Inovação da Gestão Pública (Ciga). A delegação catarinense, que conta com 117 membros, deverá se reunir hoje com o Fórum Parlamentar Catarinense para expor as maiores demandas dos municípios do Estado. Entre as pautas na programação da 25ª Marcha a Brasília estão a desoneração da folha de pagamentos, o Movimento Mulheres Municipalistas, os desafios dos municípios frente às mudanças climáticas e a reforma tributária.

 

LIDE SC e RS recebe Ronaldo Caiado em Florianópolis

O governador do Estado de Goiás, Ronaldo Caiado, estará em Florianópolis, no próximo 7 de junho, para falar com os líderes dos grupos empresariais dos principais segmentos da economia catarinense, como agronegócio, tecnologia, serviços e varejo. Na pauta: “Competitividade Brasil: Oportunidade e Desafios”. O Grupo Empresarial LIDE RS e SC já recebeu em seus fóruns exclusivos autoridades como Governadores Romeu Zema (MG) e Eduardo Leite (RS). Na agenda do Grupo, ainda para o segundo semestre do ano, painel com o Governador de Mato Grosso do Sul Eduardo Riedel, em Chapecó. Riedel deverá assumir a presidência do Conselho de Desenvolvimento e Integração Sul (Codesul).

 

Produção e edição: ADI/SC – Jornalista Celina Sales
com colaboração de Cláudia Carpes
Contato peloestado@gmail.com

Sobre Daniella Schneider

Veja Também

Oficina de Grafite é realizada na EBM Diogo Alves da Silva

Na última sexta-feira, 14 de junho, os alunos das turmas 72 e 73 do 7º ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.