quarta-feira , 19 junho 2024
Home / Destaque / POLÍCIA CIVIL DEFLAGRA OPERAÇÃO EM COMBATE AO TRÁFICO DE COCAÍNA, ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA E LAVAGEM DE DINHEIRO EM CHAPECÓ
Foto: Polícia Civil/SC

POLÍCIA CIVIL DEFLAGRA OPERAÇÃO EM COMBATE AO TRÁFICO DE COCAÍNA, ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA E LAVAGEM DE DINHEIRO EM CHAPECÓ

Na manhã desta segunda-feira (21), a Polícia Civil deflagrou a operação “Imperadores” em investigação de combate aos crimes de tráfico de drogas, organização criminosa e lavagem de dinheiro, em Chapecó, no Oeste. Um casal foi preso apontado como responsável pelo tráfico de cocaína.

A ação é da Divisão de Investigação Criminal (DIC/PCSC) de Chapecó. Os investigados, um homem de 48 anos e uma mulher de 46 anos, são suspeitos de serem responsáveis pela maior parte da cocaína distribuída no interior de Santa Catarina e Rio Grande do Sul. A investigação começou em julho de 2021, quando um homem foi preso em flagrante transportando 76 quilos de cocaína, de Foz do Iguaçu/PR para Chapecó.

A partir de então, a DIC/PCSC passou a investigar as circunstâncias da atividade criminosa e identificou os prováveis proprietários da droga apreendida: o homem e a mulher presos nesta segunda-feira.

As prisões foram realizadas na residência do casal, em Chapecó. Durante as buscas domiciliares, foram colhidos diversos outros elementos que devem colaborar para a apuração completa dos fatos e a responsabilidade penal do casal e de outros eventuais envolvidos nos crimes, bem como dinheiro em espécie de origem desconhecida.

O nome da operação “Imperadores” é uma referência a uma posição dos investigados no tráfico de drogas da região, especialmente a cocaína. Ainda, o nome faz alusão a outra operação realizada contra o mesmo casal, em 2006, pela Polícia Federal, ocasião em que também foram presos pelo tráfico de 7 quilos de cocaína. Tal operação recebeu o nome “Imperador”, pois, já naquela época, o investigado era tido como um dos principais fornecedores da droga.

Os investigados presos foram encaminhados ao presídio de Chapecó, onde permanecem à disposição da Justiça. A DIC de Chapecó prossegue na apuração total dos fatos. A ação contou com o apoio da DIC de Maravilha e de agentes da operação “Hórus”.

 

Fonte: Polícia Civil/SC

Sobre Daniella Schneider

Veja Também

Programa Água Boa cadastra produtores interessados na proteção de nascentes e cursos de água

A Secretaria de Desenvolvimento Rural de Chapecó informa que está aberto o cadastro de interessados ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.