sexta-feira , 23 fevereiro 2024
Home / Destaque / POLÍCIA CIVIL DEFLAGRA A OPERAÇÃO “CAIMAN” EM COMBATE À CAÇA ILEGAL DE JACARÉS
Reprodução/Pexels

POLÍCIA CIVIL DEFLAGRA A OPERAÇÃO “CAIMAN” EM COMBATE À CAÇA ILEGAL DE JACARÉS

Na manhã desta quinta-feira (24), a Polícia Civil de Santa Catarina, por intermédio da Delegacia de Repressão a Crimes Ambientais (DRCA) da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC/PCSC), deflagrou a operação “Caiman” visando angariar indícios de autoria e prova da materialidade do crime de caça ilegal de jacarés da espécie Caiman latirostris.

No início do mês de novembro de 2021, partes dessas espécies de animais foram encontradas em um ponto do córrego que percorre o Parque do Manguezal do Itacorubi, nas proximidades do Shopping Villa Romana, em Florianópolis.

Durante as investigações foi apurado, através da perícia necroscópica realizada pela Polícia Científica, que a causa da morte dos animais se deu por ação humana criminosa.

O inquérito policial ainda apura o crime de poluição, em razão de ter sido encontrado no corpo hídrico daquele córrego (mesmo local onde estavam os animais), certa quantidade de óleo diesel, substância constatada através de perícia da Polícia Científica. Foi descartada a hipótese dessa substância ter contribuído para a morte dos jacarés.

Nesta quinta-feira, a DRCA da DEIC/PCSC cumpriu um mandado de busca e apreensão em uma residência situada no bairro Monte Alegre, em Camboriú. No local foi apreendido um aparelho celular, e da possível testemunha, foi colhido seu depoimento.

As investigações seguem por parte da DRCA da DEIC/PCSC a fim de se elucidar a responsabilidade criminal dos envolvidos, em proteção ao meio ambiente natural.

 

Fonte: Polícia Civil de SC

Sobre Daniella Schneider

Veja Também

Inscrições para a Fase Municipal do JESC encerram nesta sexta-feira

As inscrições para a Fase Municipal de Chapecó, dos Jogos Escolares de Santa Catarina (JESC), ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.