quarta-feira , 19 junho 2024
Home / Destaque / Plano Municipal de Saúde 2022-2025 é aprovado
Fotos: Leandro Schmidt/PMC

Plano Municipal de Saúde 2022-2025 é aprovado

O Plano Municipal de Saúde 2022-2025 foi aprovado em reunião do Conselho Municipal de Saúde de Chapecó, realizada nesta segunda-feira, no auditório da Prefeitura.
De acordo com o secretário de Saúde de Chapecó, Luiz Carlos Balsan, a elaboração do plano faz parte das diretrizes da Lei 8.080, de 19 de setembro de 1990, que estabelece os rumos do Sistema Único de Saúde no Município.
“O plano para os próximos anos leva em conta a projeção de crescimento da cidade, novas demandas como o combate e prevenção do coronavírus, que não estava no plano anterior, além do atendimento aos imigrantes, cuja população em Chapecó teve um aumento considerável, gerando uma demanda específica pois às vezes há dificuldade no entendimento e também pela realidade do sistema de saúde dos países de origem”, disse Balsan.
Somente em Chapecó existem 9,6 mil imigrantes cadastrados nos Centro de Saúde da Família, sendo cinco mil haitianos e 4,1 mil venezuelanos.
O plano também prevê a expansão das equipes de estratégia de saúde da família, fortalecer a rede de atendimento da infância e da adolescência, aumentar a cobertura de exames, estimular atividades físicas em parques, ginásios e outros locais da cidade, reduzir as internações por causas sensíveis á Atenção Básica, intensificar a busca ativa de doenças como hepatites e ampliar a oferta de serviços de atenção especializada, entre outros.
O plano passou por consulta pública em julho, reuniões temáticas e debates no Conselho Municipal de Saúde. São seis grandes diretrizes, 12 objetivos e 223 metas, com respectivos indicadores.

Fonte: PMC

Sobre Daniella Schneider

Veja Também

Programa Água Boa cadastra produtores interessados na proteção de nascentes e cursos de água

A Secretaria de Desenvolvimento Rural de Chapecó informa que está aberto o cadastro de interessados ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.