sábado , 24 fevereiro 2024
Home / Notícias / Lunelli faz roteiro pelo Estado e diz que só há opção: candidatura ao governo
Foto: Assessória/MDB

Lunelli faz roteiro pelo Estado e diz que só há opção: candidatura ao governo

Depois de deixar claro em entrevistas e em suas próprias redes sociais que a chance de ser candidato a vice-governador – em qualquer que seja a chapa – é zero, o empresário Antídio Lunelli volta a percorrer o Estado, licenciado da Prefeitura. Ao lado do deputado federal Carlos Chiodini, o emedebista partiu em roteiro por Santa Catarina. Na segunda-feira esteve em Joinville, maior colégio eleitoral do Estado.

Lá ouviu lideranças do MDB que o compromisso é com a sua candidatura. O ex-prefeito Udo Dohler chegou a dizer que o partido, tendo um nome como o de Lunelli, não pode nem pensar em outra opção. “Estamos contigo Antídio. Você será o próximo governador. Joinville é Lunelli”. O discurso foi aplaudido pelo diretório local e seguido por diversas lideranças, como o presidente do MDB da cidade, Claudio Aragão, e os vereadores Adilson Girardi e Henrique Dekmann.

Motivado, Lunelli ainda reuniu à noite o diretório do MDB de Jaraguá do Sul. “Vou brigar até o fim, quero ser o governador de Santa Catarina pelo nosso MDB”, afirmou, dizendo que trabalhará para vencer as prévias marcadas para o dia 19 de fevereiro. Ainda não se sabe como será a votação, já que o senador Dário Berguer anunciou que deixará o partido migrando para o PSB e o deputado federal Celso Maldaner já declarou apoio ao jaraguaense.
Nesta semana, Lunelli tem compromissos em Florianópolis, Içara e Criciúma. Também passará por Chapecó, Xanxerê e Curitibanos.

Sem atacar possíveis concorrentes, o prefeito de Jaraguá do Sul afirma que não tem diferenças pessoais, apenas entende que para fazer o que planeja precisa ter o comando da máquina. Além disso, diz que sente que o desejo da base emedebista é que o partido tenha um projeto não só para ganhar eleição, mas para fazer história. Íntimo dos números, corajoso e obstinado por resultados, quem o conhece de perto não tem dúvida de que, se chegar lá, Lunelli vai fazer acontecer. “Eu sei que o poder público é burocrático, mas também sei que é possível entregar mais, simplificar, melhorar a qualidade dos serviços, retribuir melhor os impostos e tirar esse peso todo do lombo do trabalhador”, defende.

 

Fonte: Assessória/MDB

Sobre Daniella Schneider

Veja Também

Chapecó tem sete CRAS que atendem 40 mil famílias cadastradas na Assistência Social

Serviços de Proteção e Atendimento Integral as Famílias – PAIF, Serviço de Convivência e Fortalecimento ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.