terça-feira , 23 abril 2024
Home / Chapecó / Homem é preso por maus-tratos de animais após denúncia no NAPA

Homem é preso por maus-tratos de animais após denúncia no NAPA

Um homem foi preso por maus tratos de animais no final da tarde de ontem, em Chapecó. De acordo com a coordenadora do Núcleo de Atenção aos Pequenos Animais (NAPA), Liandra Dall Orsoleta.
“Nós recebemos a denúncia e fomos conferir, constatando os maus-tratos. Solicitamos o apoio da Polícia Civil, da 3a DP, e conseguimos localizar a pessoa que era a tutora do animal. Ele foi detido e encaminhado para a delegacia e posteriormente para o presídio. É importante que as pessoas saibam que maus-tratos contra animais é crime e resulta em prisão”, disse Liandra.
No local da denúncia foi encontrado um cão muito magro e com bicheira. Além disso foram encontrados galos em gaiolas. Estes tinham água e comida, mas apresentavam sinais de ferimentos.
De acordo com a lei municipal 638 “considera-se maus tratos toda e qualquer ação praticada com animal que implique em sofrimento e morte desnecessária, abandono, crueldade, desleixo, ausência ou inadequação de água, alimentação ou abrigo, tortura, uso em excesso para trabalho, uso em trabalho quando doente, ferido ou maltratado, submissão a experiências pseudocientíficas, mutilação e tatuagens para fins estéticos, utilização de coleira de choque e enforcador pontiagudo, ausência de cuidados veterinários, forma inadequada e cruel de adestramento, corridas e rinhas de cães e outras práticas que possam causar sofrimento físico ou emocional, medo, estresse, angústia, patologias ou morte”.
A lei prevê muita de 80 a seis mil UFRMS. O valor da UFRM é R$ R$ 5,5660 . Denúncias podem ser feitas pelo APP Chapecó Digital.

Crédito texto e imagem: Assessoria PMC

Sobre Daniella Schneider

Veja Também

Alunos da Rede Municipal participam de Projeto de Iniciação Científica

Os estudantes da Rede Municipal de Ensino que participaram da última Olimpíada Brasileira de Matemática ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.