sexta-feira , 19 abril 2024
Home / Cultura / Escola de Artes recebe a artista Renata Swoboda
Imagens: Divulgação

Escola de Artes recebe a artista Renata Swoboda

Com o show inédito “Eu só existo no fundo do mar”, a artista inicia turnê por 10 cidades do oeste catarinense, começando por Chapecó, nesta quinta-feira, 23

Imagens, artes:
https://drive.google.com/drive/folders/1ULkMleR7fKFVhFID813fGH0EqRn5RmaV?usp=sharing

Chapecó recebe nesta quinta-feira, 23 de junho, às 20h, na Escola de Artes, a turnê “Eu só existo no fundo do mar”, da artista paulista, radicada em Florianópolis, Renata Swoboda. As apresentações são totalmente gratuitas, oferecidas pelo Programa de Integração e Descentralização da Cultura, por meio da Fundação Catarinense de Cultura. A ação é uma importante política pública desenvolvida em Santa Catarina, que apoia, gera emprego e renda para o setor criativo e oportuniza o acesso da comunidade às ações culturais.
Cantora, instrumentista e compositora, Renata tem ganhado destaque nacional desde que seu primeiro videoclipe, lançado em 2010, integrou a programação da MTV. A artista, com 15 anos de trajetória na música, já dividiu o palco com grandes nomes como Gal Costa, Maria Gadú, Arnaldo
Antunes, Tulipa Ruiz, Angela Ro ro e outros expoentes da música. Na turnê, inédita em sua carreira, irá compartilhar com o público sua voz marcante em meio a uma fusão de ritmos fortes, marcados com a suavidade das melodias que conferem às composições um lugar especial na cena da música brasileira.
“Estou levando o fundo do mar para o oeste, depois de muito tempo parada em virtude da pandemia, sem saber se iríamos voltar, quando iríamos voltar, estamos agora com essa ação tão importante de descentralização e levando esse trabalho para novos públicos. Esse projeto é muito experimental, às vezes eu tenho uma ideia e abro o projeto novamente, faço mudanças, recrio,
rearranjo, é tudo sempre em movimento, então esse trabalho traz muitos elementos. Toda essa criação iniciou durante a pandemia e foi intitulada “Pandemusic”, compartilhada de maneira online, e traz muito sobre esse processo criativo durante o isolamento”, conta Renata.
Com o show “Eu só existo no fundo do mar” o público irá contemplar as criações musicais de Renata desenvolvidas nesse cenário de isolamento onde, para ela e muitas outras pessoas, a arte surge como um ponto de encontro possível entre “aquilo que tem morada dentro e que precisa respirar lá fora”. Neste espetáculo, com elementos multimídia, utilizando um laptop como principal ferramenta criativa, a partir do programa GarageBand, que funciona como um estúdio dentro do computador, a artista abre sua intimidade musical e traz, incorporada em sua Nova MPB, uma atmosfera mais psicodélica, acompanhada do beat orgânico-sintetizado de Felipe Maciel-Martínez.
Ao todo dez cidades receberão as apresentações presenciais e gratuitas, com o objetivo de descentralizar do acesso cultural, fazendo com que essas ações também cheguem ao interior do Estado, oportunizando experiências culturais à comunidade e, segundo a artista, “marca esta retomada de expansão, rumando a novos e inesperados lugares físicos e afetivos onde só um show
ao vivo pode proporcionar”.

Programe-se
Acompanhe quando Renata e chega na sua cidade ou próxima a sua localização:
23/06 – Chapecó – 20h – Escola de Artes
26/06 – Xaxim – 18h – Praça Frei Bruno
29/06 – São Carlos – 18h – Auditório da Fundação Cultural de São Carlos
30/06 – Palmitos – 19h – Praça Carlos Culmay
01/07 – Pinhalzinho – 19h – Praça Central
03/07 – São Miguel do Oeste – 17h – Auditório da Escola Emma Balke
06/07 – Xanxerê – 17h – Auditório do Colégio Costa e Silva
07/07 – Concórdia – 19h – Centro Cultural de Concórdia

Apoio:
VÍDEOS (Divulgação/imagem de apoio):
https://www.youtube.com/watch?v=SHD3llukZqA

https://www.youtube.com/watch?v=m_gsJVOmXxI&t=3742s
https://www.youtube.com/watch?v=_n6YbLFxKfE

Rede Social
@eusoexistonofundodomar

Ficha Técnica
Realização: Umaré Cultural
Voz e violão: Renata Swoboda @eusoexistonofundodomar
Bateria: Felipe Maciel @lamuertetriunfante
Técnico de Som: Paulo Pfutzen
Produção Executiva: Dijjy Samsa, Vanessa de Caldas

Créditos
Texto: Camila Almeida/ Girassol Cultural

Sobre Daniella Schneider

Veja Também

MUSEU ANTONIO SELISTRE DE CAMPOS (MASC) COMPLETA 46 ANOS

O Museu Antônio Selistre de Campos (MASC) completa neste dia 19 de abril, dia dos ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.