sábado , 24 fevereiro 2024
Home / Notícias / Encerramento do Programa Salto em Chapecó apresenta empreendedores que se destacaram no processo de aceleração do seu negócio
Foto: PMC

Encerramento do Programa Salto em Chapecó apresenta empreendedores que se destacaram no processo de aceleração do seu negócio

Manutenção elétrica, coach, locação de itens para mesa posta, reparos em aparelhos eletrônicos, consultoria na área da Tecnologia de Informação, lojas de vinhos on-line, comércio de embalagens, assessoria para prospectar novos clientes, artesanato e estética. Esses foram os segmentos de atuação dos dez empreendedores selecionados que apresentaram seu pitch (breve apresentação do negócio), nesta semana, durante o encerramento on-line do Programa Salto Aceleradora de MEIs em Chapecó, no oeste catarinense. A iniciativa foi da Administração Municipal de Chapecó, do Simplifica Chapecó e do Sebrae/SC por meio do Programa Cidade Empreendedora. O Salto é operado pelo Impact Hub Floripa – uma rede global de apoio a empreendedores.

A turma de Chapecó teve 85 inscritos e 51 participantes, que receberam 29 mentorias para o desenvolvimento do negócio nas áreas de gestão financeira, inovação, marketing, planejamento, gestão empresarial, processos e vendas. A maturidade do negócio dos participantes correspondeu a 41,4% em fase inicial, 29,3% em consolidação e 29,3% em fase de crescimento. Os dez pitchs selecionados foram avaliados por três jurados: Arildo Metzger Jacobus, Douglas Duart e Tayane Sampaio. Os vencedores foram: Sandra Benetti (Íris Beleza e Cuidado), Daiane dos Santos (Daissan Mesa Posta) e Ari Antunes (Dualtek Laboratório Técnico). Entre as premiação houve a entrega de kit e oferta de consultorias individuais (de 4h a 10 horas), que devem ser realizadas até junho de 2022 e na área escolhida pelo vencedor (finanças, planejamento, legislação, marketing, recursos humanos, vendas e qualidade).

O gerente regional do Sebrae/SC no oeste e no extremo oeste, Udo Martin Trennepohl, parabenizou todos os microempreendedores individuais (MEIs) que se desafiaram a buscar mais conhecimento para proporcionar o crescimento de sua empresa. “Importante enfatizar que todo o empreendedor é uma pessoa de sucesso, mas no momento do encerramento deste programa são premiados alguns que mais se destacaram nesse processo de aceleração”, explicou ao enaltecer a parceria com a Prefeitura de Chapecó que proporcionou essa capacitação gratuita aos empreendedores locais.

Para o gerente do Simplifica Chapecó, Ivan Barbiero, o programa Salto cumpriu com seu propósito de auxiliar os MEIs a desenvolverem seus negócios para um crescimento sustentável e estruturado. “Ficamos muito satisfeitos com os resultados obtidos e constatamos o potencial desses pequenos negócios locais. Os participantes tiveram uma oportunidade única para desenvolver e aprimorar suas habilidades e seus comportamentos empreendedores”, observou. Barbiero reforçou que o Simplifica Chapecó está à disposição para auxiliar e orientar quem deseja aprimorar a gestão empresarial ou quem pretende iniciar o seu negócio.

Foram mentores voluntários da turma de Chapecó: Adriano Levy, Alice Silvana, Ana Charnizon, Bárbara Bunn, Bruno Amorim, Carina Fadil, Cátia Azevedo, Cláudia Höler, Dirceu Dresch, Eliana Aparecida, Elizione Krumenauer, Fabiana Pereira, Gabriela Borges, Graziela Lebarbenchon, Gustavo Manduré, Jacques Douglas, Laura Fonseca, Leandro Gaddo, Marilu Benincá, Mikaella Karlla, Mirko Lamberti, Patrick Nunes, Raquel Ferreira, Samuel Diego, Thaminne Cerqueira, Thiago Dias, Thiago Vendrami e Vorlei Cruz.

Metodologia

Durante dez semanas de formação gratuita e on-line os participantes passaram por uma trilha de conhecimentos sobre autodesenvolvimento, modelo de negócios, mercado, finanças, marketing digital, vendas e pitch. A metodologia combinou elementos de ponta do mundo das incubadoras e aceleradoras de negócios, com foco no uso das novas mídias e no desenvolvimento profissional e pessoal. Entre as atividades estiveram: oficinas, workshops, laboratórios de troca de experiências, mentorias e interação no desenvolvimento de uma rede de networking.

 

Fonte: PMC

Sobre Daniella Schneider

Veja Também

Chapecó tem sete CRAS que atendem 40 mil famílias cadastradas na Assistência Social

Serviços de Proteção e Atendimento Integral as Famílias – PAIF, Serviço de Convivência e Fortalecimento ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.