sexta-feira , 19 abril 2024
Home / Notícias / Em função da estiagem, vereador pede ao Governo do Estado mais recursos para produtores rurais
Foto: CMC

Em função da estiagem, vereador pede ao Governo do Estado mais recursos para produtores rurais

A estiagem que vem castigando os produtores rurais catarinenses, motivou os vereadores de Chapecó a apelar ao Governo do Estado, por mais auxílio ao homem do campo. Os parlamentares aprovaram por unanimidade, Moção de Apelo que solicita mais recursos no enfrentamento à seca e aos prejuízos contabilizados pelos agricultores de Santa Catarina. A moção é de autoria do vereador Valdir Carvalho (PT).

Ao solicitar mais auxílio para as autoridades do estado, o vereador justificou em sua moção, que nos últimos dois anos, segundo dados meteorológicos, choveu 900 milímetros a menos em Santa Catarina.“Já existem perdas estimadas de R$ 4,2 bilhões com quebras de safras, diminuição da produção leiteira e outros problemas que se agravam com o passar dos dias”, revelou.

Carvalho também considerou que recentemente, o governo catarinense anunciou apoio na ordem de R$ 150 milhões para o Programa SC Mais Solo e Água. “Na prática temos constatado que esse volume de recurso é insuficiente para a solução dos nossos problemas que são emergenciais e carecem de mais agilidade, mais programas e mais recursos”.

A moção ainda sugere que seja criado um programa emergencial que possa subsidiar ou até mesmo doar sementes de pastagens, compra de alimentação para os animais (Volumoso e Ração), anistia das dívidas e ampliação do programa Terra Boa (Troca a Troca) e outros programas.

O documento será encaminhado ao governador Carlos Moisés (Sem Partido), deputado estadual Fabiano da Luz (PT), coordenador da bancada Oeste e ao secretário de Estado da Agricultura e Desenvolvimento Rural, Altair Silva.

Fonte: Câmara Municipal de Chapecó

Sobre Daniella Schneider

Veja Também

Prefeitura inicia obras de revitalização de diversas ruas

A Prefeitura de Chapecó, anunciou na segunda-feira (22) um investimento de cerca de R$ 10 ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.