sexta-feira , 24 março 2023
Home / Destaque / Comitiva da Fecomércio SC entrega estudo ao vice-presidente da República  
Presidente da Fecomercio RS, presidente da CNC, Alckmin e o presidente da Fecomercio SC (Crédito: Ascom/ Fecomércio)

Comitiva da Fecomércio SC entrega estudo ao vice-presidente da República  

Um estudo com indicadores que impactam no desenvolvimento do ambiente de negócios e na produtividade das empresas em Santa Catarina foi entregue pela comitiva catarinense, liderada pelo presidente da Fecomércio SC, Hélio Dagnoni,  em Brasília, nesta terça-feira, ao Governo Federal e Congresso Nacional. No encontro o presidente do Sistema CNC-Sesc-Senac, José Roberto Tadros, apresentou o documento “Propostas e recomendações do Sistema Comércio para desenvolvimento do País” ao vice-presidente da República e ministro do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alckmin.

Entre as demandas catarinenses apresentadas a maior preocupação do setor empresarial é o ambiente econômico, a inflação e as incertezas quanto ao poder de compra dos consumidores.

“Um dos principais entraves apresentados pelos empresários em SC é o ambiente econômico. Para destravar a economia, precisamos de uma reforma tributária sem aumento de impostos, crédito mais barato, atração investimentos, sobretudo em infraestrutura e logística, e fomento ao turismo.  O desafio dessa nova bancada federal é fazer o Congresso olhar para as demandas do setor produtivo catarinense “, disse Dagnoni.

Para a elaboração do estudo, a Fecomércio SC ouviu mais de 500 empresários onde mapeou os desafios que impactam no desenvolvimento e na produtividade das empresas, resultando na Carta do Comércio. Como consequência do cenário recessivo imposto pela pandemia, a captação de recursos também foi apontado pelos líderes como segundo maior entrave, seguido pelo sistema legal e tributário.

O encontro contou com a participação do Governo de Santa Catarina, representado pela  secretária executiva de Articulação Nacional, Vânia Franco, dos deputados federais Ismael dos Santos (PSD) e  Jorge Goetten (PL), representantes de todas as Federações do país, além de parlamentares, lideranças do Sistema e de senadores.

 

Foto: Aires Mariga / Epagri

Pecuária consciente

A Epagri importou diretamente dos Estados Unidos o GreenFeed Pasture System – equipamentos de última geração que permitem acompanhar automaticamente a emissão de Gases do Efeito Estufa (GEE) de bovinos e ovinos. Eles serão usados em projeto de pesquisa e, pelo custo adquirido, reduzem em cerca de três vezes o valor investido se comparado à compra por intermediários no País. As unidades serão utilizadas no projeto estadual Pecuária ConSCiente Carbono Zero, para o desenvolvimento de forma sustentável. O projeto tem o objetivo de reduzir as emissões de Gases do Efeito Estufa, resultantes da produção de bovinos e conta com financiamento do Governo do Estado de Santa Catarina. A construção de sistemas produtivos sustentáveis tem o potencial de aumentar a produção com sustentabilidade e gerar valor agregado nos produtos, resultando em aumento de renda ao produtor.

 

Plano 1000

Deputados estão preocupados com a continuidade das obras do Plano 1000, assunto que esquentou a pauta na sessão de terça-feira, na Alesc. O deputado Napoleão Bernardes (PSD), criticou a mudança no modelo do desembolso para obras iniciadas, de transferências especiais para convênios, e lembrou que em 14 municípios do Vale do Itajaí há oitos obras na modalidade convênios e 34 via transferências especiais. Emerson Stein (MDB) também cobrou informações. Já o deputado Massocco (PL) disse que muitas obras reclamadas tiveram a portaria suspensa no final de 2022, ainda na gestão Moisés. Ivan Naatz (PL) disse que os prefeitos que assinaram convênios foram advertidos.

 

Esclarecimentos

O deputado Jessé Lopes (PL) presidente da Comissão de Segurança Pública da Alesc vai convidar o secretário da Administração Prisional e Socioeducativa (SAP), Ednilson Schelbauer, para esclarecimentos sobre a necessidade de mais profissionais para atuarem na Secretaria, e a situação dos atuais agentes. O convite foi aprovado pelos demais membros e os principais assuntos serão a possibilidade de convocação dos excedentes aprovados no concurso da Polícia Penal, a manutenção dos contratos dos agentes temporários do Dease, e o lançamento de um concurso, caso o executivo opte pela não prorrogação do contrato dos ACTs.

 

Órfãos da Covid

Por unanimidade de votos, Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), apresentou parecer favorável ao Projeto de Lei (PL) 274/2021, que institui programa de assistência psicossocial às crianças e adolescentes órfãos de pais que tenham falecido em decorrência da Covid-19. De iniciativa do deputado Jerry Comper (MDB), o projeto estabelece que o atendimento ficará a cargo dos Caps. Outra medida prevista é o fornecimento de cesta básica e de kit higiene aos beneficiários. O projeto segue ainda para a análise das comissões de Finanças e Tributação; de Trabalho, Administração e Serviço Público; e de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente.

Biogás

Interessados poderão discutir sobre a força do meio rural na produção de biogás, durante o webinar que antecede o 5º Fórum Sul Brasileiro de Biogás e Biometano. O encontro ocorre nesta quinta, 16, a partir das 14h, com transmissão no canal do Youtube do Fórum.  Com mediação de Ricardo Steinmetz, analista da Embrapa Suínos e Aves e presidente da Sociedade Brasileira dos Especialistas em Resíduos das Produções Agropecuária e Agroindustrial (Sbera), serão compartilhados cases de plantas produtivas de biogás instaladas em propriedades rurais. A 5ª  edição do Fórum, maior evento setorial sobre Biogás no Sul do Brasil e que contará com a participação da SCGÁS, ocorre de 18 a 20 de abril.

Produção e edição: ADI/SC – Jornalista Mônica Foltran
com colaboração de Cláudia Carpes.
Contato peloestado@gmail.com

Sobre Daniella Schneider

Veja Também

Banco Mundial e projeto pioneiro de mobilidade no litoral norte podem dar match

Lideranças de Santa Catarina voltaram de Washington, nos Estados Unidos, depois de reuniões com o ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.