domingo , 25 fevereiro 2024
Home / Destaque / Apesar de notícia falsa, até setembro Moisés segue no governo e Moacir Sopelsa na Alesc
foto: Divulgação/PMF

Apesar de notícia falsa, até setembro Moisés segue no governo e Moacir Sopelsa na Alesc

Carlos Moisés segue no cargo e a posse do presidente da Alesc, Moacir Sopelsa (MDB), deve ocorrer antes do final de setembro. Apesar de notícia falsa em dois blogs, que a troca ocorreria neste sábado, Sopelsa e o candidato a vice Udo Döhler deixaram a Casa d’Agronômica no final da tarde de quinta-feira acertados que da metade de setembro em diante será o melhor momento para embalar o MDB na campanha à reeleição. Na reta final, ter um governador emedebista pode ativar o brio da militância do maior partido do Estado.

Sopelsa voltou à Casa da Agronômica na quinta. Estivera lá na segunda, quando em reunião com Moisés e o jornalista e publicitário Alexandre Oltramari foi informado sobre a estratégia de comunicação para a troca no cargo. Os marqueteiros Chico Mendez e Oltramari, aliás, estavam acertados para fazer a campanha do ex-prefeito de Belo Horizonte Alexandre Kalil (PSD) ao governo do Estado de Minas. Desistiram em junho, quando o mineiro exigiu exclusividade. Os dois cuidam de campanhas em três estados, incluindo Santa Catarina.

O trio Moisés, Udo e Sopelsa foi para o final de semana em harmonia, mas cismado com jogo de interesse de candidatura concorrente na divulgação de notícia falsa, uma vez que havia data, número de 3 mil convidados, incluindo os senadores Jorginho Mello e Esperidião Amin, para um evento jamais marcado.

Sopelsa é agricultor, foi vereador e prefeito de Concórdia, secretário de Estado da Agricultura, está no sexto mandato parlamentar. Abriu mão de ser candidato a vice, para completar a geografia da chapa com Celso Maldaner, que também é do Oeste, ao Senado, e Udo vice, contemplando o Norte do Estado. Embora pudesse ter preferências de agenda, político experimentado que é, passa o final de semana sossegado em Concórdia, porque confia na costura política e na agenda do governador.

A caminho da Ufsc

(foto: Divulgação/PMF)

Na próxima quinta (25), Douglas José Ávila Escalante, 54 anos, começa o curso de Geografia na Ufsc e põe fim a uma história de falta de oportunidades. Quando se viu em situação de rua em Florianópolis, em junho, o imigrante venezuelano buscou acolhimento na Passarela da Cidadania. Ali conseguiu manter rotina de estudos. “Estou empolgado para escrever um novo e importante capítulo”, afirma Douglas. Ele deve permanecer na Casa de Passagem do Centro até conseguir vaga na moradia estudantil. “O acesso à educação é direito e passo fundamental para mudanças significativas na vida das pessoas. É muito gratificante saber que o estamos apoiando”, destaca a secretária municipal de Assistência Social da Prefeitura de Florianópolis, Maria Cláudia Goulart.

 

 

Decolagem
Meta Ventures está em em busca de startups catarinenses para nova rodada de investimentos de até R$ 8 milhões. O desafio Bringyour SaaS fomenta o ecossistema de inovação aberta e desde seu lançamento, em 2020, gerou destaque e oportunidades para mais de 200 startups, de 16 estados diferentes. “Mais do que um cheque, investimos nossas expertises e conexões para que as startups possam decolar atingir escala”, garante o líder Marcio Flôres.

Ritmo
Até julho, a Casan aplicou R$ 300 milhões em obras de implantação e ampliação da rede sanitária e em modernização da infraestrutura de abastecimento d’água. É o maior investimento anual em 51 anos da companhia. No atual governo, foram R$ 1 bilhão em água e esgoto. Com 50 projetos em estações de tratamento, será mais do que duplicada a capacidade de potabilizar a água, informa a engenheira sanitarista presidente da Casan, Roberta Maas dos Anjos. Ela destaca entre as principais frentes de trabalho, está o Projeto Chapecozinho, maior obra do sistema em execução que vai beneficiar 500 mil moradores do Oeste.

Empoderada
Não por menos, a empregada de carreira da Casan foi mencionada no debate entre candidato no portal ND+. O agora confirmado candidato a governador por decisão liminar Ralf Zimmer (Pros) pediu licença a Moisés para dizer que, se eleito, convidaria a presidente a permanecer no cargo por ser “o melhor quadro na história da Casan”. Roberta empoderou o quadro técnico efetivo da estatal, toda diretoria é formada por empregados efetivos. Na sequência, Zimmer, que é defensor público, criticou a gestão anterior, de Valter Gallina, dizendo que até sócia de empresa de queijo a Casan era na época.

Pegou fogo
O PL fez representação ao TRE-SC contra a coligação Bora Trabalhar por propaganda irregular. A imagem junta os candidatos ao governo Gean Loureiro e Eron Giordani, a senador Raimundo Colombo, a deputado estadual Júlio Garcia e Jose Claudio Caramori, a federal Marlene Fengler e Ricardo Guidi com a imagem de Bolsonaro e a inscrição: “Esse é o nosso time! Com eles (sic) vamos continuar transformando Braço do Norte”. O PL denuncia “abuso do direito de comunicação na busca por ludibriar o eleitorado quanto a eventual apoio do presidente Bolsonaro”. A alegação é que os partidos não estão coligados e muito menos formam um time, já que União Brasil tem a candidata Soraya Thronicke. Também que Bolsonaro já declarou estar com Jorginho Mello e Jorge Seif. O coordenador político da campanha, João Rodrigues, queixou-se em áudio para os amigos sobre o “que o PL está cometendo o erro de proibir a campanha e atrapalha Bolsonaro”.

Produção e edição
ADI/SC jornalista Adriana Baldissarelli (MTb 6153) com colaboração de Cláudia Carpes.
Contato peloestado@gmail.com

Sobre Daniella Schneider

Veja Também

Motos terão espaço prioritário em semáforo da avenida Getúlio Vargas com a São Pedro

A Diretoria de Segurança Pública da Prefeitura de Chapecó informa a todos os cidadãos que ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.